Saiba mais sobre a Sétima parcela do auxílio emergencial

No mês de abril deste ano, o Governo Federal lançou um programa intitulado de Auxílio Emergencial.

Esta ação teria o objetivo de levar o benefício para alguns trabalhadores, prejudicados pela pandemia do Coronavírus.

Publicidade

Anunciadas as datas da Sexta parcela do Auxílio Emergencial

Auxílio Emergencial

Primeiramente, foram disponibilizadas cinco parcelas as pessoas inscritas no programa e encaixadas em todos os requisitos exigidos. Atualmente, o Auxílio Emergencial teve uma extensão e foram adicionadas ao benefício. Portanto, se você quer saber mais sobre a sétima parcela deste programa, fique atento aos tópicos abaixo.

A sétima parcela do Auxílio Emergencial

A sétima parcela do Auxílio Emergencial faz parte de uma extensão do programa. Ele ocorre após completar o pagamento das cinco parcelas estipuladas da primeira fase. Esta medida foi tomada por conta da duração da pandemia causada pelo Coronavírus no qual fragilizou a economia, não só aqui, como também em outros países. O principal objetivo do programa foi de auxiliar os trabalhadores informais que ficaram impedidos de trabalhar. Tendo em vista, pois, uma das principais recomendações durante a crise sanitária do isolamento social.

Valores previstos

Na primeira fase de pagamento do benefício, o valor das parcelas foi definido em R$ 600. Nesta segunda fase, o valor caiu pela metade, assim como o número de beneficiados. Nem todos os inscritos contemplados com o Auxílio Emergencial na primeira etapa estão garantidos quanto a receber as quatro parcelas de R$ 300.

A previsão é de 27 milhões de pessoas receberem pelo menos uma, pois o pagamento também será baseado da data de recebimento da primeira fase. Outro fator delimitador da quantidade é o encerramento oficial do programa, previsto de acontecer no dia 31 de dezembro de 2020. Através do site da Caixa Econômica é possível fazer todas as consultas com relação aos pagamentos e quantas delas, cada um dos inscritos terá direito.

Publicidade

Quem tem direito a receber o Auxílio Emergencial?

Neste segundo momento do programa, nem todos os trabalhadores serão beneficiados com a extensão do auxílio. Assim como os valores e a quantidade de pagamentos, o número de beneficiados também diminuiu. Por isso, houve uma mudança nos requisitos exigidos para ser contemplado. Essa nova fase de pagamentos inclui trabalhadores informais, maiores de 18 anos, com renda máxima familiar de até três salários mínimos. Isso seria o equivalente a R$ 3.135.

A respeito da renda familiar, também serão beneficiados os trabalhadores com renda per capita de, no máximo, meio salário mínimo e serão disponibilizadas até duas cotas por família. Quem estiver preso em regime fechado, não terá direito ao Auxílio Emergencial. Também foram excluídas as pessoas cujos rendimentos não tributados ou tributados exclusivamente na fonte, superam R$ 40 mil. Quem tiver sido registrado como dependente na Declaração de Imposto de Renda no ano de 2019, também não terá direito ao Auxílio Emergencial.

Este quesito fala especificamente sobre cônjuge, companheiro do contribuinte com o qual teve filho ou conviva há mais de cinco anos. Além disso, também vale para filhos ou enteados. Mesmo o trabalhador tendo sido beneficiado com os valores, mas foi contratado formalmente após o recebimento, não será permitido receber o valor de R$ 300.

Calendário da sétima parcela

auxílio emergencial

O pagamento do Auxílio Emergencial será feito em ciclos, assim como foi realizado com anteriormente. As datas de pagamento estarão relacionadas o mês de nascimento de cada beneficiado. Confira abaixo:

Publicidade

Que recebeu a 1ª em abril ou fez a contestação entre os dias 20/07 e 25/08

Mês de Aniversário Depósito Saque
Janeiro 30/10 07/11
Fevereiro 04/11 07/11
Março 05/11 14/11
Abril 06/11 21/11
Maio 08/11 21/11
Junho 11/11 24/11
Julho 12/11 26/11
Agosto 13/11 28/11
Setembro 15/11 28/11
Outubro 16/11 01/12
Novembro 18/11 05/12
Dezembro 20/11 05/12

Pagamentos aprovados de quem recebeu a 1ª em maio

Mês de Aniversário Depósito Saque
Janeiro 22/11 19/12
Fevereiro 23/11 19/12
Março 25/11 04/01
Abril 27/11 06/01
Maio 29/11 11/01
Junho 30/11 13/01
Julho 02/12 15/01
Agosto 04/12 18/01
Setembro 06/12 20/01
Outubro 09/12 22/01
Novembro 11/12 25/01
Dezembro 12/12 27/01

Pagamentos do auxílio aos beneficiados da 1ª em junho

Mês de Aniversário Depósito Saque
Janeiro 13/12 19/12
Fevereiro 13/12 19/12
Março 14/12 04/01
Abril 16/12 06/01
Maio 17/12 11/01
Junho 18/12 13/01
Julho 20/12 15/01
Agosto 20/12 18/01
Setembro 21/12 20/01
Outubro 23/12 22/01
Novembro 28/12 25/01
Dezembro 29/12 27/01

O benefício é depositado direto na Poupança Social Digital de cada inscrito e os valores podem ser movimentados através do aplicativo CAIXA Tem, disponível para todos os sistemas operacionais.

Você Sabe Como Abrir um MEI? Saiba Agora!