Anunciadas as datas da Sexta parcela do Auxílio Emergencial

O programa do Auxílio Emergencial foi estendido e contemplará alguns inscritos com até quatro pagamentos extras.

Em tempos de pandemia e com a economia frágil, os valores podem ajudar várias famílias. Saiba mais sobre o Auxílio Emergencial a seguir neste artigo.

Publicidade

Você Sabe Como Abrir um MEI? Saiba Agora!

Auxílio Emergencial

Para receber os pagamentos adicionais do programa, os requisitos tiveram algumas modificações em relação à primeira fase. Por isso, é importante as pessoas se informarem sobre as novas regras. Por conta da pandemia pelo novo Coronavírus, o Governo Federal passou a oferecer um benefício financeiro para trabalhadores que foram prejudicados pela crise sanitária.

O Auxílio emergencial, na sua primeira fase foi dividido em cinco parcelas no valor de R$ 600, mas agora foi estendido. Na segunda fase do programa, os trabalhadores poderão receber até 4 parcelas extras. Nesta nova etapa, ocorreram mudanças no valor das parcelas, assim como também foram modificados os requisitos do recebimento das mesmas. Portanto, nem todos os trabalhadores continuarão recebendo o benefício.

Quais os valores previstos?

Na segunda etapa do auxílio emergencial o valor, antes era de R$ 600, passou agora a R$ 300. Cada família pode receber, no máximo, duas cotas do benefício. Apesar de disponibilizar pelo menos quatro parcelas na extensão do programa, a sua data limite vai até o dia 31 de Dezembro de 2020. Por isso, alguns trabalhadores receberão menos de quatro.

Isso porque, o pagamento agora funciona conforme os repasses feitos na primeira fase. Sendo assim, quem recebeu a primeira parcela no início do programa, vai receber mais quatro residuais. Caso o usuário precise de mais informações, todas elas podem ser encontradas no site do próprio banco. Lá, é possível fazer consultas sobre os créditos, bem como as datas que serão disponibilizadas.

Publicidade

Requisitos do Auxílio Emergencial

Para poder receber, o trabalhador devera ser maior de 18 anos, sem um emprego formal e a renda familiar não poderá ultrapassar o valor de três salários mínimos, equivalente a R$ 3.135. Quem já recebia algum tipo de benefício do governo como aposentadoria, seguro-desemprego ou fazia parte de algum programa de transferência de renda, não estará apto de ser contemplado pelo Auxílio Emergencial.

Aos inscritos no programa Bolsa Família, o benefício de maior valor seria depositado de forma automática pela Caixa Econômica, através da Poupança Social Digital. Nesta nova fase, os inscritos que voltaram a trabalhar formalmente mesmo após receber não serão contemplados da sexta parcela. Quem teve seu óbito comprovado, está preso em regime fechado e tenha sido incluído como dependente na Declaração de Imposto de Renda, no ano de 2019, também não terá direito ao Auxílio Emergencial.

Calendário da sexta parcela do auxílio emergencial

auxílio emergencial

O calendário da sexta parcela foi baseado na data de recebimento das cinco etapas depositadas na primeira fase do programa. Sendo assim, seguem conforme data de nascimento, dia de depósito e disponibilidade de saques:

CICLO 3

Mês Depósito Saque
Janeiro 30/09 07/11
Fevereiro 05/10 07/11
Março 07/10 14/11
Abril 09/10 21/11
Maio 11/10 21/11
Junho 14/10 24/11
Julho 16/10 26/11
Agosto 21/10 28/11
Setembro 25/10 28/11
Outubro 28/10 01/12
Novembro 29/10 05/12
Dezembro 01/11 05/12

CICLO 4

Mês Depósito Saque
Janeiro 30/10 07/11
Fevereiro 04/11 07/11
Março 05/11 14/11
Abril 06/11 21/11
Maio 08/11 21/11
Junho 11/12 24/11
Julho 12/12 26/11
Agosto 13/12 28/11
Setembro 15/12 28/11
Outubro 16/12 01/12
Novembro 18/12 05/12
Dezembro 20/12 05/12

CICLO 5

Mês Depósito Saque
Janeiro 22/11 19/12
Fevereiro 23/11 19/12
Março 25/11 04/01
Abril 27/11 06/01
Maio 29/11 11/01
Junho 30/11 13/01
Julho 02/12 15/01
Agosto 04/12 18/01
Setembro 06/12 20/01
Outubro 09/12 22/01
Novembro 11/12 25/01
Dezembro 12/12 27/01

 CICLO 6

Mês Depósito Saque
Janeiro e Fevereiro 13/12 19/12
Março 14/12 04/01
Abril 16/12 06/01
Maio 17/12 11/01
Junho 18/12 13/01
Julho 20/12 15/01
Agosto 20/12 18/01
Setembro 21/12 20/01
Outubro 23/12 22/01
Novembro 28/12 25/01
Dezembro 29/12 27/01

Todas as informações sobre o Auxílio Emergencial e sua extensão estão detalhadas no site da Caixa Econômica, assim como os calendários com as datas.

Publicidade

Como consultar seu tempo de contribuição?