Auxílio Emergencial Negado – Como resolver?

Para resolver a sua situação referente ao auxílio emergencial negado e sanar todas as dúvidas, preparamos esse artigo com todas as informações.

Devido a Pandemia de COVID-19, o Governo Federal criou o Auxílio Emergencial, um benefício pago a trabalhadores autônomos.

Publicidade

É uma modalidade de ajuda de custo durante a crise e vale até três meses.

Contudo é preciso não ter emprego formal, nem receber outro benefício do governo (exceto o Bolsa Família).

Além disso é preciso ter a renda familiar per capta de até 522,50 ou renda mensal inferior a R$ 3.135,00.

Desde a criação do benefício e abertura do cadastro, as reclamações não pararam de chegar.

Publicidade

Elas vão desde a demora no processamento a injustiças na concessão do auxílio a quem precisa e é de fato o alvo da concessão.

Veja Como Regularizar o CPF e RECEBER o Auxílio Emergencial!

Demora no processamento

A Caixa Econômica Federal e o Governo têm trabalhado com três calendários diferentes.

Um através do aplicativo por solicitação, outro aos que já são beneficiários do Bolsa Família e um aos que estão inscritos no CadÚnico.

Se você se enquadra em uma dessas categorias, mas ainda não recebeu o auxílio emergencial ou sua situação, preciso entender como é feito.

Publicidade

A empresa responsável pela análise dos dados informados é a DataPrev.

Ela cruza as informações fornecidos no cadastro pelo site ou app, ou ainda, os disponíveis no CadÚnico.

auxílio emergencial negado

Como foram milhões de solicitações, o processo tem demorado mais tempo do que o esperado.

Pois a empresa consegue processar apenas uma determinada quantidade de informações por dia.

Além disso, o Governo Federal informa que se sua solicitação foi feita entre os dias 07 e 10 de abril e o seu benefício ainda se encontra em análise.

Ele pode ser considerado como auxílio emergencial negado. Sendo assim, deverão ser revisadas as informações utilizadas no cadastro.

Se acaso esteja nessa situação de auxílio emergencial negado expressamente, saiba como resolver a situação no próximo tópico.

Teve o auxílio emergencial negado?

Aproximadamente 30% das solicitações de auxílio emergencial foram negadas pelo Governo.

Entre os motivos está a inconsistência dos dados e a não adequação as regras para recebimento do auxílio emergencial.

Se você teve o seu auxílio emergencial negado, saiba que nem tudo está perdido.

Desde o dia 20 de abril, o Governo Federal liberou a possibilidade de impugnar o resultado através do site oficial ou do aplicativo.

Se você recebeu o tão temido aviso de “Benefício não aprovado”, deve verificar o motivo nos canais oficiais e fazer a impugnação.

Se a justificativa for de dados inconclusivos, será preciso revisar o seu cadastro.

A possibilidade de revisar situação cadastral também foi liberada recentemente. Isso tudo para corrigir as informações e solicitar o benefício novamente.

Sobretudo os dados que forem novamente preenchidos de forma incorreta darão causa a um novo indeferimento.

Já se o seu pedido não foi aprovado por outras justificativas, será preciso recorrer ao aplicativo ou o site oficial.

Veja Como Regularizar o CPF e RECEBER o Auxílio Emergencial!