Confira Aqui Como Consultar o Registrato da Forma Certa!

Publicidade
Compartilhe com seus amigos e familiares:

Veja aqui como consultar o Registrato de maneira prática.

O Banco Central do Brasil tem um extrato de registro de informações, chamado de Registrato, o qual junta todas as dívidas e operações de créditos e câmbio de um indivíduo junto a uma instituição financeira.

Publicidade

Dessa forma, a pessoa pode realizar a consulta online no painel da autarquia federal, o qual mostra o histórico de pessoa física ou jurídica emitido por bancos e outras organizações financeiras.

Em 2022, o Banco Central do Brasil estima que em torno de R$ 8 bilhões estará disponível para os brasileiros que se aplicam nesse registro, porém na primeira fase são apenas R$ 3,9 milhões para cerca de 28 milhões de pessoas e empresas.

Veja abaixo como consultar o Registrato para saber se tem valores disponíveis a receber dos bancos, siga a leitura para saber mais.

Consultar o Registrato: Passo a passo

Para consultar o Registrato é simples, basta:

Receba novidades em seu e-mail!


  1. Acessar a página do Registrato no site e preencha todas informações solicitadas. Em seguida, informe o banco que será usado para realizar a validação dos dados de cadastro e clique em “próximo” para seguir para a próxima etapa
  2. O Banco Central disponibilizará uma frase de segurança. Então, clique no botão do lado para copiar essa frase. Não feche o site
  3. Agora, você irá abrir uma nova aba no navegador que está utilizando e irá acessar seu banco pela internet. Dentro do site do banco busque pela opção “Registrato”
  4. A maioria dos bancos são comuns em disponibilizar essa opção de credenciamento online, mas apenas o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal permitem realizar esse procedimento por meio do aplicativo
  5. No site do banco, informe a frase copiada no site do Registrato e digite sua senha para validação do acesso
  6. Após ter realizado a validação, o Banco Central já autoriza avançar a etapa do credenciamento. Então, volte na aba do registrato e clique na opção “Próximo” na parte de baixo da página
  7. Mais uma vez, informe o CPF da pessoa, a frase de segurança e a instituição financeira. Logo abaixo, coloque seu e-mail e crie uma senha de 8 dígitos
  8. Após isso, role a página até o final e clique em “concluir credenciamento” e finalize o procedimento. Depois, basta clicar em “Acessar o Registrato” e consultar se tem valores disponíveis.

Não é possível realizar consulta de valores disponíveis por meio do banco ou outros sites.

O Banco Central já enfatizou que o único site oficial para consulta é o “valoresareceber.bcb.gov.br”.

Outro ponto a se atentar é que o Banco Central não faz envio de links ou entra em contato com nenhum cidadão para confirmar dados pessoais ou falar sobre os valores a receber.

Por isso, é muito importante estar atento às possíveis ligações e links suspeitos que podem ser recebidos pelas redes sociais de comunicação.

Além disso, não realize nenhum tipo de pagamento antecipado ou compartilhamento para acessar a plataforma, isso não é necessário e pode ser uma forma de golpe.

O Banco Central também enfatiza que não há nenhum funcionário autorizado a entrar em contato com os clientes em nome do banco ou do Sistema Valores a Receber, esteja sempre atento e evite clicar e compartilhar links e mensagens suspeitas para que assim ninguém caia em golpes.

Muitas pessoas ao acessar o site de valores a receber encontram a mensagem para realizar uma nova consulta em maio.

O Banco Central deixa essa mensagem para realizar uma nova fase de consulta, mas não confirma a data de maio para início será mesmo dia 2 de maio, conforme a mensagem, sendo possível alteração.

consultar o registrato

Fontes para o resgate de valores

O Banco Central considera as fontes abaixo para resgatar os valores a receber:

  • Contas correntes ou poupanças encerradas
  • Cobranças indevidas de tarifas ou de obrigações de crédito previstas em termo de compromisso assinado com o Banco Central
  • Cotas de capital e rateio de sobras líquidas de associados de cooperativas de crédito
  • Grupos de consórcio extintos.

Na segunda fase serão incluídos:

  • Cobranças indevidas de tarifas e obrigações de créditos não previstos em termo de compromisso
  • Contas de pagamento pré-pago encerradas e com saldo disponível
  • Contas fechadas em corretoras e distribuidoras de títulos e valores mobiliários
  • Outras situações que possam resultar valores a serem devolvidos que foram reconhecidos pelas instituições financeiras.

Então, aprendeu como consultar o Registrato e consultar os valores a receber do Banco Central?

Em nosso blog você encontra muitas outras dicas que podem te ajudar no dia a dia!

Compartilhe com seus amigos e familiares: